Please reload

PROCURE POR TAGS: 

Please reload

POSTS RECENTES: 

SIGA

ORGANIZAÇÃO X CONSUMO: UM OLHAR SOBRE OS “DELÍRIOS DE CONSUMO DE BECK BLOOM”

Olá galera do mundo da organização, estou de volta ao blog para falar de Organização x Consumo.

 

Ihhh... que assunto chato, você pode pensar.

Mas para tratarmos disso, trago um olhar sobre o filme “Os Delírios de consumo de Beck Bloom”, (você encontra no Netflix) que pelo título já nos faz imaginar o que está por vir. Vem comigo!!!

 

O filme conta a história de uma jovem jornalista que em meios aos seus constantes exageros de consumo acaba tornando-se endividada a ponto de credores ficarem na sua “cola” a fim de receberem o que é devido. No entanto, as cenas são retratadas com certa dose de humor e romance.

 

Tudo tem início quando criança.

 

Beck desejava ser adulta para poder comprar o que queria. Sonhava em ter um cartão de crédito “mágico” que concedesse os seus desejos. Até aqui tudo bem, quem nunca pensou assim, não é?

 

Quando adulta, foi exatamente isso que ela se tornou, uma compradora compulsiva usando seus cartões sem se preocupar com a fatura. O detalhe é que ela não era rica, mas mesmo assim seguia gastando com seus desejos.

 

Como se não bastassem as dívidas por conta da sua compulsão, ela perde o emprego, a situação piora muito e mesmo assim ela continua comprando mais e mais nas liquidações das lojas de grife. Essa obsessão pelo consumo fica tão crítica, que a caminho de uma entrevista de emprego, depara-se com uma echarpe verde à venda, a compra usando o saldo de todos os seus cartões e perde a tal entrevista.

 

Neste momento, o enredo do filme gira em torno da poderosa echarpe verde. Pois, isso a faz participar de uma entrevista de emprego numa revista de economia, que por ironia do destino, a torna colunista da sessão de economia doméstica, assinando seus artigos como a Garota da echarpe verde.

 

A partir daí a trama segue em meio a encontros e desencontros, idas e vindas, enfim, como toda comédia romântica.

 

Bom, mas o que isso tudo tem a ver com o assunto deste artigo? Tem tudo a ver, já que a cada aquisição que Beck fazia, entulhava o apartamento, que dividia com uma amiga, de roupas, sapatos e acessórios. O consumo exagerado nos leva a amontoar nossos pertences em armários, caixas, prateleiras, espalhar pelo chão e fazer pilhas de coisas que nem sabemos que temos.

 

Um exemplo disso, é a cena em que Beck precisa ir a uma festa e sua amiga encontra um vestido que ela nem lembrava que tinha.

 

O contexto do filme torna a expressão Organização versus Consumo bem apropriada, pois o exagero no consumo bate de frente com os princípios da organização.

 

Para obtermos o máximo de eficiência na organização é preciso repensarmos o conceito de consumo que deve ser feito de forma consciente. Os padrões de consumo atuais nos impulsionam a comprar cada vez mais e mais o que não precisamos.

 

Parece clichê, mas antes de comprar realmente precisamos fazer perguntas básicas como: Realmente eu preciso comprar isso? Posso pagar? Tenho onde guardar?

 

* Se você não precisa e não tem como pagar, não compre.

* Se você precisa, pode pagar e não tem onde guardar, será necessário se desfazer de alguma coisa que não esteja usando mais e dar lugar ao que comprou.

Uma vida organizada anda de mãos dadas com o consumo consciente.

 

A organização nos traz economia. Isso mesmo! Quando tudo está organizado de forma visível e funcional, sabemos exatamente o que temos, e não saímos por aí comprando coisas que já por não saber.

 

Além disso, a economia é percebida quando adotamos a organização financeira em nossas vidas, com a qual sabemos quanto, com o que e quando gastar.

 

Fazer gestão do seu dinheiro corretamente, pode te salvar de entrar em dívidas como as da nossa protagonista, que comprava tanto que nem sabia o valor das suas dívidas.

 

Finalmente, voltando ao filme, depois de passar alguns sufocos e perder amiga e amor, tudo se acerta no final, claro. Beck dá a volta por cima pagando suas dívidas de maneira inusitada (ela decide desapegar, rs...), fica com seu amor e vivem felizes para sempre (Final de conto de fadas, kkkk)

 

Na vida real nem sempre acontece assim não... As coisas, geralmente, são um pouco mais complicadas.

 

Muitas vezes permitimos que a desorganização tome conta de nossas vidas nos deixando no fundo do poço mesmo, assim como a Beck no filme. Mas, assim como ela, você pode dar a volta por cima, recomeçar. Um passo de cada vez. 

 

Se você se identificou, mesmo que um pouco, corra e comece hoje a se organizar. Não precisa desfazer de tudo. Vá agindo aos poucos, com equilíbrio. Decida, comece, aja.

 

Porque não agora?

 

Me siga no Instagram @elainemarquesorganiza ;)

 

Please reload

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle

Entre em Contato

Para agendar uma visita, contratar consultoria, coaching ou saber sobre cursos, treinamentos e palestras entre em contato.

 

E-mail: ao.consultoriaetreinamentos@gmail.com

Telefone: (21) 97003-2438

  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social

© 2015 por Priscilla Caminha. Orgulhosamente criado por Amo Organizar. Direitos Reservados.