Please reload

PROCURE POR TAGS: 

Please reload

POSTS RECENTES: 

SIGA

Entrevistando a Personal Organizer Greice Munhoz

 

Nossa entrevistada deste mês tem um currículo incentivador e hoje compartilha com a gente um pouco de sua historia e de como descobriu o mundo da organização profissional. Seja bem vinda Greice Munhoz! A Greice é administradora por formação, especializada em Comunicação, área à qual dedicou 15 anos de sua carreira profissional. Ex publicitária, consultora em Tecnologias da Informação e Comunicação, decidiu, a partir de um coaching de transição de carreira, profissionalizar o que sempre foi hobby e seu tema de estudo por duas décadas: a harmonização de ambientes. Gaúcha, radicada em São Paulo desde 1997, criou o conceito de Harmonização Orgânica, no qual enfoca a necessidade de lidarmos com a harmonização de ambientes de modo responsável, sustentável e criativo, apoiando-se em 3 pilares de seu conhecimento: Feng Shui, Organização e Decoração. Top demais! Vamos conferir?

 

1) Você sempre foi uma pessoa organizada?

Greice: Em geral sempre fui muito organizada. Não em nível impecável, mas sempre com muito critério funcional e estético. Aos 9 anos eu já organizava o roupeiro dos meus pais. Durante a análise fiz o questionamento: será TOC? Mas felizmente não era, risos. Era só uma paixão muito saudável por organizar mesmo. 

 

2) Qual é a principal função de um organizador profissional?

Greice: Criar soluções duradouras para seus clientes, de modo que sua rotina se torne mais leve e prática. Tais soluções são o que diferencia uma arrumação comum de uma organização profissional. 

 

3) O que significa organização para você?

Greice: Significa limpeza, clareza, facilidade, praticidade, objetividade; ganho de tempo, qualidade de vida, saúde e bem-estar. Harmonia. Unir o útil ao agradável. Metodologia, estética e funcionalidade atuando para trazer benefícios às pessoas e seus ambientes. 

 

4) Quando e por que começou a trabalhar com organização?

Greice: Comecei a trabalhar com organização em 1996, quando inclusive abri uma empresa em Porto Alegre. Se chamava Dobra's e contava com um único sócio, meu grande amigo e padrinho de casamento, o Gilson da Rosa Lopes. Na época não haviam as escolas oficiais de hoje, tampouco a ANPOP. Pouco se ouvia falar em personal organizer e organização profissional. Um belo dia ouvi falar do assunto no "Pequenas empresas, Grande negócios" e pensei: nossa, alguém mais levou isso a sério. Então operamos por 6 meses e depois fomos interrompidos pelo desejo da jovem Greice de se tornar publicitária. Atuei na área de Comunicação & Marketing por 15 anos, mas... os sonhos não nos abandonam. Após estudar Feng Shui e de muito ser fã de Decoração e Design (temas ligados ao meu trabalho criativo e ao espírito de minha família), decidi fazer o coaching de transição de carreira em 2015. Em julho de 2016 eu lançava o projeto Organice - Harmonização Orgânica, onde a Organização foi eleita pilar fundamental de meu trabalho.

 

5) Profissionalmente, como a organização ocupa seu tempo hoje?

Greice: Hoje, como sempre, organizo minha casa e a casa de familiares. Como profissional, tenho participado de laboratórios solidários, permutas e serviços cobrados, que faço sozinha ou em parceria. Além das diárias de organização, faço as consultorias de Feng Shui e recentemente fui buscar a formação em Decoração de interiores. Estes são 3 pilares que nunca consegui enxergar de forma dissociada. Este olhar trino está em todos os trabalhos que realizo, mesmo quando não é solicitado com esse viés.

 

6) Sob sua ótica, quais os benefícios da organização para um ambiente e para a vidadas pessoas que o utilizam?

Greice: Como dito antes, a Organização nos ajuda de modo prático em nossas rotinas e também tem um impacto psicológico positivo em nossas vidas. Ao sabermos onde está cada coisa, economizamos tempo, que é moeda preciosa. Evitamos estresse, nos tornamos mais ágeis. Por fim, refletimos dentro o que está fora, e vice-versa. Hoje já existem estudos na área de Psicologia que associam o caos externo a enfermidades psíquicas onde a entropia (desordem) se faz presente.  

 

7) Quais os hábitos que uma pessoa precisa adotar para ter uma vida mais organizada?

Greice: Eu sempre recomendo o descarte consciente, a reciclagem, a bricolagem, a doação daquilo que não precisamos mais e pode ser útil a outras pessoas. O equilíbrio na forma de consumir, a consciência ambiental (produção x desperdício), a compra consciente. Também a re-significação de coisas que amamos, como por exemplo, a criação da famosa "caixa de memórias", a digitalização de documentos e lembranças; a criação de um espaço para álbuns, murais ou porta-retratos etc. A noção de categorização, a setorização, o "menos é mais" e a decoração minimalista complementam o pacote de sugestões.

 

8) Quando falamos de organização, as pessoas tendem a imaginar logo ambientes e espaços. E você, o que considera primordial quando o assunto é organização?

Greice: Para mim a organização permeia tudo. Desde o modo como armazeno arquivos, pastas e emails em âmbito digital até o ambiente físico propriamente dito. Meus documentos pessoais passam por isso. Minha agenda online passa por isso. E até mesmo meus pensamentos seguem uma determinada sequência. Todos temos nossas formas de auto-organização, hábitos, rituais, manias. O importante é que as soluções adotadas tragam um resultado efetivo em nosso dia a dia e em nossas vidas. 

 

9) Qual produto organizador você considera importante para quem quer se organizar?

Greice: Gosto de praticamente todos. Caixas, colmeias, aramados, cabides padronizados, sapateiras, gabarito de dobras, agendas e o próprio mobiliário envolvido: racks, estantes, armários, revisteiros, aparadores etc. 

 

10) Como você vê hoje a parceria entre os profissionais de organização?

Greice: Vejo que hoje o ecossistema de organização está bastante ampliado, no Brasil e no mundo. Em São Paulo, maior cidade da América Latina, estão concentradas as grandes escolas e o maior mercado de que tenho notícia. Aos poucos vão se formando grupos online e presenciais que se intercomunicam via redes. Noto que há muita colaboração e possibilidades de parceria, ao mesmo tempo que noto uma certa competitividade um tanto nociva, como se não estivéssemos lidando com uma população de aproximadamente 20  milhões de pessoas, se considerada a Grande São Paulo. Há trabalhos colaborativos lindos sendo feitos, mas ainda temos muito que melhorar no quesito parcerias.

 

11) Como se diferenciar no mercado?

Greice: Embora tenhamos mercado para todas, é mesmo cada vez mais crescente a demanda por organizadoras profissionais. O fato de eu haver escolhido me destacar como "harmonizadora de ambientes" traz, em si, tanto uma questão de missão de vida, quanto uma forma de diferenciação competitiva. É crescente também a busca por personal organizers que tenham um olhar mais amplo, aliado ao bom gosto estético e a conhecimentos que extrapolam a esfera prática de um ambiente doméstico ou corporativo, levando em conta o ser humano por trás de cada cliente. 

 

12) Sua frase de impacto preferida.

Greice: Tenho várias, mas pra hoje deixo-lhes esta do querido Gandhi: "Devemos ser a mudança que queremos ver no mundo". 

 

 

Quer conhecer um pouco mais do trabalho realizado pela Greice?

Celular: (11) 97692-9922

Skype: gremunhoz

Site: www.organice.com.br

 

 

 

Please reload

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle

Entre em Contato

Para agendar uma visita, contratar consultoria, coaching ou saber sobre cursos, treinamentos e palestras entre em contato.

 

E-mail: ao.consultoriaetreinamentos@gmail.com

Telefone: (21) 97003-2438

  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social

© 2015 por Priscilla Caminha. Orgulhosamente criado por Amo Organizar. Direitos Reservados.