ESCOLHENDO AS MALAS


Olá leitores do Blog Amo Organizar, eu sou Barbara Amarante, a Sua Melhor Amiga Organiza, e estarei aqui no Blog 1 vez ao mês falando sobre organização de Mala de Viagem.

No artigo de hoje veremos os modelos de malas existente no mercado, bem como em que momento cada modelo pode ser o mais indicado. Atualmente existem três tipos principais de malas, quais sejam: flexíveis, rígidas e semi rígidas. E para cada modelo existem algumas especificidades, que veremos a seguir.

As malas flexíveis são os modelos mais leves que podemos encontrar, porém as menos resistentes, uma vez que feitas de tecido, podem ser rasgadas e perfuradas com mais facilidade, bem como deixam o seu conteúdo mais bagunçado e amassado, tendo em vista não serem estruturadas. Outro fator negativo desse tipo de mala é que em sua maioria não são a prova d´água, ou seja, se pegar chuva é bem provável que o seu conteúdo fique molhado.

Mas o que fazer com esse tipo de mala, então? Dada a sua grande maleabilidade, as malas flexíveis são mais fáceis de encaixar no bagageiro. Um bom exemplo são as viagens de carro, em que fazer caber todas as malas da família pode ser um enorme desafio, ou seja, ter uma mala flexível, ajuda e muito, nesse quebra cabeças.

Enquanto as semi rígidas são um pouco mais pesadas que as flexíveis, elas são bem mais resistentes, uma vez que em sua maioria são estruturadas e feitas de poliéster. Não são totalmente à prova d´água, mas possuem maior resistência, considerando a sua composição e não permitem que seu conteúdo sinta tanto o movimento da mala, ficando um pouco mais ordenado.

São malas que na maioria das vezes possuem extensores, o que pode ser um perigo àqueles que tendem a fazer umas comprinhas a mais ao longo da viagem, ocasionando excesso de bagagem, porém podem ser excelente aliadas para aqueles que querem fazer compras, mas não pretendem trazer de volta mais um volume. O principal ponto de atenção é o peso, sendo assim, saiba quanto a mala pesa em sua capacidade total, para não ter surpresas na hora do embarque.

Já as malas rígidas são as mais resistentes que podemos encontrar, feitas de policarbonato são um pouco mais pesadas (mas isso a tecnologia já está resolvendo e tende a ser minimizado a cada dia mais), mas são totalmente à prova de intempéries.

Não possuem extensores, o que nos permite relaxar quanto à sua capacidade e protegem totalmente o seu conteúdo, o que permite que os item permaneçam mais nos seus lugares e fiquem mais organizados.


As mochilas, por sua vez, podem ser grande aliadas em viagens para lugares com menos estrutura e mais deslocamento, porém é necessário atentar-se à litragem, para que se tenha certeza de que caberá tudo o que precisa ser levado, bem como se será possível carregá-la.

A propósito, sempre que uma mala estiver pronta, pergunte-se: Eu consigo carregá-la sem nenhum tipo de ajuda? Se a resposta for negativa, repense sobre os itens a serem levados.


Por hoje é só, espero que tenham gostado, mês que vem estarei de volta com mais dicas da Sua Melhor Amiga, em parceria com o Blog Amo Organizar ;)


#malaorganizada #dicasdeorganização

Entre em Contato

Para agendar uma visita, contratar mentoria, consultoria ou saber sobre cursos, treinamentos e palestras entre em contato.

 

E-mail: ao.consultoriaetreinamentos@gmail.com

Telefone: (21) 97003-2438

  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social

© 2015 por Priscilla Caminha. Direitos Reservados.